India .. I knew something special was waiting for me


Advertisement
India's flag
Asia » India » Gujarat » Vadodara
January 9th 2014
Published: January 9th 2014
Edit Blog Post

I love .. I love .. I love ..

the way he makes friends
Resumo: “Someday, someone will walk into your life and make you realize why it never worked out with anyone else”



Maktub.

Está escrito.

Gostava do meu namorado antes mesmo de conhecê-lo. Diversos sinais me levavam para Myanmar – Burma. Assim, fui para lá. Aproveitei para fazer o meu segundo curso de meditação Vipassana. Ao chegar no primeiro dia eu sabia que alguém especial estava lá. Juro que eu não estava procurando ‘homens’, ainda mais no curso de meditação que precisa ficar em ‘Noble Silence” por 10 dias e homens e mulheres ficam separados durante este período!!! Mas eu senti. No primeiro curso a noite, sentei ao lado de um moço que eu não poderia ver a cara. Meu coração batia forte! “Será que está batendo pelo moço ao lado?” (só tinham 2 gringos: um loiro e um moreno). Não sabia exatamente o que estava acontecendo. Sei que fiquei meio distraída. Mal prestei atenção no vídeo, pensei “É o loiro ou é o moreno?”. Kkkk.

No dia seguinte pensei um pouco neste alguém especial e achei que o “veria” novamente na palestra noturna. Nada. Só mulheres. Hunf. Ok. Castigo por ficar pensando em homens em um
I love .. I love .. I love ..

having the Best Lassi with him
ashram. Rs.

Durante os 9 primeiros dias, acho que vi o moreno umas 4 vezes bem de longe. Sabia que ele era alto, magro e gostava de andar descalço. Só. Sabia também que eu gostava um pouco dele. Me senti um pouco uma adolescente idiota. Rs.

No décimo dia, o ‘Noble Silence” terminou. Conheci uma colombiana que emanava Amor, Compaixão. Ela me inspirou muito a continuar a praticar esta meditação. Quase pensei em desistir. Mas eu queria também passar esta Luz para as pessoas. Sim, continuaria a praticar.

Comentei com Maria, que eu queria muito casar com um praticante de meditação Vipassana, pois ele entenderia o meu modo de viver, a minha ideologia de vida. Falava isso com ela, porque ela era casada com um meditante. Os dois estavam fazendo o curso juntos. Uns fofos!!!! Desde o primeiro curso eu desejei isso: estar com alguém que meditasse comigo.

No dia de ir embora consegui falar com o moreno: Gregory. Conversamos por uns 10 minutos (ou menos). Mas a cada frase, a cada palavra que trocávamos eu tinha a certeza que éramos para encontrar: largar o emprego; viajar pelo mundo, próximos destinos: índia, nepal, tibet, Bangladesh; fazer
I love .. I love .. I love ..

to go into Ganges River with him @ Varanasi
trabalho voluntario: crianças, projetos, microcrédito ... Dei um jeito de deixar o meu “travel card” com ele. Quando ele pegou o cartão que tem escrito “making dreams come true” ele sorriu e disse: “tenho um blog .. dare to dream”. =) Nos despedimos. Ele foi para Bagan e eu para Inle Lake. Pensei muito nele no busão queria de mais que ele mandasse um email de Olá (a besta aqui não pediu o email dele).

Chegando em Inle Lake eu estava determinada a pegar um ônibus e ir para Bagan. Sim, queria tentar ficar com ele nem que fosse 1 dia. Eu tinha apenas 3 dias antes de pegar o meu vôo para Bangkok em Yangon. Fiquei ansiosa esperando a mensagem dele até umas 22h, mas nada. A conexão da internet caiu e pensei como sou tão boba com este sentimento platônico. Melhor dormir e aproveitar o meu tempo em Inle Lake (lugar lindíssimo). Destino é destino. Não era para nos encontramos mesmo. No dia seguinte descobri que umas 22h10 do dia anterior ele mandou email. A conexão da internet estava ruim para os 2. Ok, não sabia em que hotel ele estava em Bagan. Desencanei de encontrá-lo. Aproveitei
I love ..I love ..I love ..

his eyes for photograph
os meus 3 dias lá mesmo. Voltei para Yangon para pegar o meu vôo. A minha fila de check-in demorou 1 hora. Tinham 3 filas e somente a minha demorou tanto! Era quase a hora de embarcar. Saí correndo para trocar o restante da moeda local para dólares quando escutei: “Angelina?!?!”. Era Gregory. Demos um abraço. Não tinha muito tempo, precisava correr. Durante os últimos 3 dias o que eu mais queria era encontrá-lo novamente. Porém não daquele jeito. Não por menos de 2 minutos. Mal conversamos. Ele disse que escreveria para mim depois. Desejei boa viagem. Ele estava indo para a Índia e eu para a Tailândia.

Na Tailândia fiquei pensando muito nele. Todos os dias eu olhava meu email ansiosa para ver se ele escrevia algo. Qualquer coisa. Nada. Resolvi esquecê-lo.

Fui para o Nepal, onde fiquei 1 mês. Não sabia se eu iria para Índia primeiro ou para o Bangladesh. Ok. Vou cruzar a Índia e ir para Dhaka. Lembrei que Gregory estava na Índia. Bom, não custava nada mandar um email, não? Disse sobre o Nepal, sobre o Tibet e que eu iria para a Índia no meio de dezembro, se ele estivesse perto
I love .. I love .. I love ..

this smile
de Varanasi poderíamos nos encontrar. Ele topou. QUE???? Borboletas no estômago. Estava feliz da vida!!! Todos os dias ficava sonhando com o nosso encontro. Para parar de pensar nele resolvi ler livros e assim manter a minha mente com outras coisas. Li 9 livros em 25 dias!!!! E digo que a maioria deles com mais de 300 páginas!!!

Peguei o meu visto na embaixada e logo peguei um bus para cruzar a fronteira. Não é recomendável viajar de noite no Nepal, mas eu Precisava vê-lo o mais rápido possível. Ele já estava há 5 dias em Varanasi, mas eu estava sem o visto. A viagem foi difícil, mais de 27 horas trocando transportes. Finalmente cheguei em Varanasi. Quando eu o vi, estava mais calma, queria tanto abraça-lo por horas, mas ele estava acompanhado com uma amiga. Senti um mini ciúmes no começo que passou depois que descobri que ela tinha namorado.

Estava exausta da viagem, mas conversamos até as 2am. Nada aconteceu neste primeiro momento. No dia seguinte passamos o dia inteiro passeando pela cidade como amigos. As vezes ele dizia aos outros que eu era namorada dele outros momentos eu era esposa. Ficava feliz ao escutar estas
I love .. I love .. I love ..

the way he just follow the wind
mentiras.

Como uma boa praticante de meditação Vipassana eu evito mentiras, mesmo que leves. Pedi ele em namoro.

Quem me conhece sabe, para eu namorar alguém é um grande feito!

=)

Engraçado, mas eu durante toda a minha viagem sempre achei que viveria uma estória de Amor na Índia.

Durante as 2 semanas que viajamos juntos por Varanasi, Bodhigaya, Calcultá e Delhi eu tive cada vez mais a certeza que sou apaixonada por ele. Que busco alguém como ele para estar comigo. Se vai dar certo, honestamente eu não sei. Mas sei que o nosso destino está escrito.



ps: nos despedimos no dia 25 de dezembro. Ele foi para Marrocos ver a família dele e eu fui para Pushkar meditar. Resolvemos continuar como “namorados”, mesmo sabendo que talvez encontraríamos somente em Julho, quando ele pretende ir ao Brasil. Porém, mudamos os nossos planos, ele volta para a Índia e eu fico um pouco mais por aqui. Nos encontraremos em alguns dias.





Estou Bem! Muito bem!

Advertisement



15th June 2016

Inspirador!
Angelina querida, conheci sua inspiradora história pelo site do Projeto ViraVolta. Fiquei emocionada em acompanhar um pouco sobre a sua jornada pelo mundo. Que ser humano maravilhoso vc é! E agora me deparo com este seu relato de sua história de amor com o Gregory, e realmente me deixou com lágrimas nos olhos desde a primeira frase, quando você falou sobre “Someday, someone will walk into your life and make you realize why it never worked out with anyone else” . Acredito muitoooo nisso mesmo. Também estou passando por um processo parecido com esse... de você ter certeza de que há uma pessoa destinada a você encontrar na vida.. e de repente você encontra e tudo faz sentido, então.. Obrigada por dividir suas histórias comigo. Tenho pensando muito em viajar pelo mundo também. Luz na caminhada, querida! Beijos

Tot: 1.476s; Tpl: 0.069s; cc: 12; qc: 29; dbt: 0.0177s; 1; m:saturn w:www (104.131.125.221); sld: 1; ; mem: 1.3mb