Viagem (HK, Macau) - pensamentos soltos


Advertisement
China's flag
Asia » China » Guangdong » Guangzhou
June 29th 2013
Published: July 4th 2013
Edit Blog Post

Hong Kong - porto fragrante, agradavel surpresa

Saio do metro esterilizado, condicionado e refrigerado, anti-septico e, ao subir das escadas com um mar de gente, pelas narinas e poros adentro entra-me um cheiro quente, humido e salgado de maresia. Sorrio, pois algo familiar me conforta.

A dinamica da cidade, cheira a prosperidade. De olha-los correr ate fico cansado. Dos relevos, entre o verde, ver os barcos grandes de carga e os pequenos de passageiros cruzar as aguas do grande porto desta cidade maritima.

Macau - paixao

Apaixonei-me por Macau. Sonho nas ruas, nestes pequenos recantos mediterranicos, nas fortalezas, nas igrejas, nos patios e becos, na melodia do cantones, parece-me ouvir historias, de pessoas ou dos lugares, dos meus avos, ou numa exposicao do Museu Maritimo ponho-me a navegar na Historia, aventuras de mareantes... o territorio cheio de passado, esta a caminhar a passo largo para o futuro, continua como a 500 anos a ser terra de oportunidades. Como em Hong Kong, milhares de emigrantes a esgadanhar-se, a lutar pela vida. Mas aqui, ao som de uma melodia sossegada, como um fadinho a portuguesa.

Vem o tempo de regressar agora a Pequim, a bagagem da imaginacao e da vida carregada a abarrotar, para apanhar o comboio em direccao a Suecia.

Fotos - no meu album do picasa.

----------------------------

Viagem.

A propria palavra, escrita ou atirada ao ar, ja tem cor e cheiro que seduz, ja nos leva por ai. Neste tempo que tenho vivido, mesmo um dia mau de viagem eu consigo achar melhor que os dias bons que conheci a trabalhar.

Movimento e vida. A vida nomada mantem o espirito alerta , preparado para a mudanca constante e continua. Porque me parece assim ser a vida: apesar da ilusao de estabilidade, de permanencia, as vezes de estagnacao, sempre e novo o dia que nasce, nada para, tudo muda e se transforma, desde as celulas aos pensamentos e desejos. Como tantas vezes li, impressionado, as grandes letras no Porto de Leixoes " A vida flutuante, diversa, acaba por nos educar no humano" - Fernando Pessoa ,Ode Maritima.

Fundamentais para mim sao os encontros, as pessoas com quem me cruzo.

Necessito de muito menos coisas do que pensava. A calma compensa, a pressa e ma conselheira, as coisas vem no seu tempo ( o dificil e discernir o tempo certo...). A sabedoria do tempo, podemos aprende-la (ou esquece-la!) em viagem. Aprendo que nao sei tanto como pensava. Tenho mais instinto e forca do que pensava. Que tenho mais amor e confianca na minha vida do que pensava. As mil questoes em que me embrulhava diariamente nao sao tao importantes como eu pensava. E que nao ha melhor sensacao que a de deixar-nos ir, confiadamente. Poder dizer em cada momento, sorrindo agradecido : "estou onde devia estar".

Aprendo que e muito dificil distinguir dentro de nos as expectativas fundadas em medos ou fantasias e as fundadas em realidade e verdadeira vida. Idealizo "do lado de la do monte e que e"...; "e se eu..." ...fantasiar para que? mais vale ir la, confrontar a fantasia, espremer-lhe o suco a ver se sai alguma coisa! E preciso ir la ver que tantas vezes nao sai nada, sao so parvoices.

O proposito impulsionador da viagem: tempo para dialogar comigo e com o mundo. Eu penso melhor a falar, ou quando estou a rolar num comboio. Li algures que conhecer e fragmentar-se... viagem e possibilidade de experimentacao.

Advertisement



Tot: 1.663s; Tpl: 0.013s; cc: 10; qc: 50; dbt: 0.0249s; 1; m:saturn w:www (104.131.125.221); sld: 1; ; mem: 1.3mb